0800-171-6000

Crenças negativas familiar . Quando falamos de crença falamos sobre algo que acreditamos, algo que nos é passado como regra.

Crenças Negativas Familiar. E outros tipos de crença. Nesse artigo iremos entender mais sobre o assunto.

Isso pode vir dos nossos pais. E até mesmo de pessoas que estão próximas a nossa criação como avós e professores.

Crença significa: estado, processo mental ou atitude de quem acredita em pessoa ou coisa.

Afinal, quem nunca escutou quando criança alguém falando. “Você não faz nada direito”. “Você é burro, tem que ser igual ao seu irmão”.

Porém, esse tipo de coisa não acontece só dentro de casa, existe crença social, profissional e pessoal.

Existe até mesmo crenças limitantes, por exemplo: “Não tenho tempo para nada”. “Sou muito velho para isso”.

Crenças negativas familiar, são percebidas com facilidade?

Quem nunca escutou uma mulher dizendo “Homem não presta e são todos iguais?”.

Entenda que as crenças nem sempre são percebidas. Na maioria das vezes ela age dentro dos nossos inconscientes.

Isso que muita das vezes gera insegurança em muitos aspectos.

Enquanto criança somos guiados a um caminho junto aos nossos entes queridos, com facilidade de nos ensinar as coisas da vida.

Nossa mãe e pai tentam passar todas as coisas que eles sabem. E através dessas conversas acabam nos passando as crenças deles.

Sua mãe por exemplo, pode reclamar sobre inúmeras coisas da qual ela passou.

E irá te falar como forma de te alertar e deixando assim uma semente de crença negativa sobre aquele assunto em você.

Seu pai pode fazer o mesmo, com assuntos talvez totalmente diferente, e muitas outras pessoas também.

Mas, vamos entender uma coisa, não é porque sua mãe, pai, ou qualquer pessoa passou por um determinado problema que você terá que passar por ele também certo?

Ou seja, a crença é deles e eles te passam de acordo com o conhecimento que eles aderiram, mas a crença não precisa ser sua também.

Isso acontece em todos os setores da vida, pessoal, profissional e social. Precisamos entender quais são as nossas crenças e reagir diante delas.

Entretanto, sem nos limitar ou definir algo sobre elas.

crenças negativas familiar

Sobretudo, existe o termo crença religiosa, cujo o nome próprio diz ser sobre religião.

Existem diversos tipos de religião e é exatamente a sua crença que determinará o quanto ela é valida pra você.

Pensando assim, não importa qual seja sua religião. Mas o que precisamos ter é algo superior a nós. A quem ou o que acreditar.

E na Dependência Química, em que influência?

Ainda assim, trazendo esse assunto para Dependência Química que é nosso objetivo maior nesse blog.

Também existe uma crença negativa diante dessa situação. Por exemplo. “Meu filho não sai dessa por que não quer, ele tem de tudo”.

“Eu não sei porque ele é assim, os irmãos deles são todos do bem”. “ tudo que fiz para um, fiz para o outro, não entendo”.

Já que entendemos o que é crença precisamos entender o impacto que ela causa na vida de qualquer pessoa. Sobretudo, na vida de um dependente.

Por ser uma pessoa ainda mais fragilizada emocionalmente tende a sentir ainda mais o impacto das coisas que escuta, principalmente negativa.

Que faz com que ele crie suas próprias crenças negativas, por exemplo: “Eu não consigo parar de usar” , “que merda eu fiz com a minha vida” .

Por isso um tratamento para dependente químico é tão intensivo, não é fácil lidar com aquilo que nós acreditamos.

Mais difícil ainda é lidar com aquilo que nos causa dor. E que deixaram de acreditar.

De fato, quando reconheceram a dependência química como doença. Ajudaram muito a todas as pessoas que sofrem nesse aspecto.

Além de abrir um leque gigante para abordarmos diversos assuntos para ajudar.

O peso daquilo que falamos.

Por isso, é importante existir cautela no que se fala para uma pessoa fragilizada, talvez o que você aguenta, o outro não aguente.

A percepção da vida é diferente em cada um, portanto , antes de fazer uma critica negativa experimente agir diferente.

Uma vez escutei que nossos filhos são criados para o mundo, e o mundo é que ensina a lição para eles. Mas a lição de casa é os pais que ajuda a fazer.

É provável que quando se deparou com seu filho nas drogas. Tenha se colocado a culpa ou até procurado motivos para levar ele a isso.

Aderiu pra si mesmo a crença de que não teria sido uma boa mãe ou pai. Uma crença negativa e descontruídas. Essas são as que lhe trazem traumas. Tome cuidado.

Mas, é claro que não existe somente uma crença negativa, existe crença positiva também. Falar de coisa boa é fácil e nem sempre isso é atrativo, o que nós não sabemos lidar é com o que é difícil. Não é mesmo?!.

Crenças negativas em relação a Clínica de Recuperação

Quando é citado sobre clínica de recuperação automaticamente lhe vem algumas coisas em memória.


Isso acontece pelo fato de você provavelmente já ter escutado ou visto histórias a respeito desse assunto.


E na maioria dos casos as histórias não são das melhores.


Como resultado, surgem as crenças negativas sobre isso, vou dar alguns exemplos pra que vocês consigam entender.

Quantas vezes vocês já viram na televisão em canais de noticiários falando sobre clínica clandestina, que maltratava paciente.

Clínica que não tem tratamento que é proposto. Clínica que bate, deixa paciente passando fome. Aposto que muitas vezes.


Entretanto, quantas vezes você já viu sobre o mesmo assunto de forma positiva? Acredito que muito pouco.

Nesse sentido ainda você adere uma crença negativa sobre clínica de recuperação. De tanto ouvir falar sobre coisas ruins você passa acreditar que clínica ,de um modo geral, age dessa forma.


Entendendo que nem todas as pessoas trabalham de forma honesta sempre se deve haver uma desconfiança das coisas mais isso nunca pode interferir você de fazer as coisas, ou de tomar uma decisão.

Temos uma página com dicas para ajudar a escolher uma clínica de recuperação, seguindo essas orientações você evitará ter esse tipo de transtorno. Clique aqui.

Autoanálise

Em resumo, te convido a fazer uma autoanálise. Se avaliar não é tão simples como parece. Pode ser até doloroso.

Em primeiro lugar, avalie quais são as suas crenças pessoais. E em seguida veja onde elas te agregam em algo.

Após, tente encontrar as crenças que passou adiante, e veja até onde elas fazem sentido.

Por ultimo, compartilhe essas informações adiante ajude outras pessoas pararem de se limitar e colocar ponto final onde é só encaixar uma virgula.

“Há palavras que ferem como espada, mas a língua dos sábios traz a cura.” …

O que sai da nossa boca tem muito peso e poder, por isso tome cuidado com aquilo que deseja ou que fala. Você pode sim, pode tudo, tudo aquilo que você se permitir.

Crenças negativas familiar